A Frase

" O resultado fica para a história, o jogo bonito passa "

FELIPÃO
, Técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva, antes da grande final da Copa das Confederações, diante da Espanha, no Maracanã

domingo, 31 de maio de 2009

Sabor de derrota nas Minas Gerais

Por DANIEL REINER

Na semana passada eu iniciei minha paricipação enfatizando a bom aproveitamento dos mineiros nesse início de Campeonato Brasileiro. Média superior a 72%, a maior média Estadual da comepetição.

Mas a 4° rodada não foi nada boa. O Atlético caiu da 3° para a 5° colocação. Já o Cruzeiro teve queda ainda maior: da 4° para a 7° posição.

No sábado, o empate contra o Santo André teve sabor de derrota. Celso Roth e os jogadores do Atlético lamentaram como se o time tivesse perdido uma final.

Resultado, realmente, ruim. primeiro por jogar em casa. Segundo, por enfrentar um adversário, teoricamente, mais frágil. Terceiro, pela expectativa de brigar pela liderança. E esse gosto foi ainda mais amargo devido à vantagem numérica que a equipe teve desde os 8 minutos do 2° tempo, quando Marcelinho Carioca, do Santo André foi, injustamente, expulso.

O time jogou o suficiente para criar boas oportunidades de gol ( pelo menos,6). Mas todas elas mal concluídas.

Mas mesmo depois de estar com um jogador a menos, o Santo André conseguiu armar 3 ótimos contra-ataques que só não foram convertidos em gol devido a boas intervenções do estreiante Aranha e do volante Renan, que salvou, num chute de Pablo Escobar.

Na próxima rodada, o Atlético enfrente seu xará paranaense na Arena da baixada.

Nesse domingo, no Morumbí, o Cruzeiro não foi pior que o São Paulo. Pelo contrário, teve mais posse de bola, mais volume de jogo e chutou mais a gol.

Mas a diferença ficou por conta do que, realmente, interessa: bola na rede.

Mesmo com Ramíres muito mal, Marquinhos Paraná abaixo da média habitual e com a pouca qualidade do companheiro de ataque do Kléber, o Cruzeiro conseguiu trabalhar bem a bola. A lamentar a conivência do soprador de latinhas Evandro R.Roman com o uso e abuso da violência dos zagueiros sãopaulinos e a prejudicada visão ou má intenção ao não marcar falta no puxão de camisa que Washington deu em Henrique antes de marcar o 1° gol da partida.

O próximo jogo do Cruzeiro é contra o líder, Internacional, no Mineirão.

6 comentários:

  1. Espero que o Cruzeiro jogue melhor contra o Inter e que tire a invencibilidade deles, kkkkkkkkkkkk,
    abraço.

    ResponderExcluir
  2. Esse Gremista tá mesmo focado héin????

    Em casa espero mesmo uma vitória do Cruzeiro, afinal já não jogamos bem fora de casa pelo brasileiro desde o ano passado.

    Quanto ao jogo de ontem, tomara que sirva de lição senão......

    ResponderExcluir
  3. sempre secando, hein, junior! rs abraço, pp

    ResponderExcluir
  4. é, carlão! o junior é um caso sério! rs quanto ao cruzeiro, se vacilar, cai fora da libertadores! abs, pp

    ResponderExcluir
  5. O Cruzeiro perdeu alguns gols, depois daquele gol cagado doWashington, tive a certeza que o São Paulo não ia perder

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Fala PP fala Daniel um caida consideravel dos times mineiros mas ainda tem muita coisa pra acontecer.

    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário sobre os textos do Blog do Persio Presotto