A Frase

" O resultado fica para a história, o jogo bonito passa "

FELIPÃO
, Técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva, antes da grande final da Copa das Confederações, diante da Espanha, no Maracanã

sábado, 6 de junho de 2009

Brasil enfrenta Uruguai para acabar com o tabu de 30 anos sem vitórias

Por CAMILA PAULOS

O Uruguai é o próximo adversário do Brasil pelas eliminatórias da Copa de 2010 e, se prevalecer a tradição e força das duas camisas, a partida de logo mais, às 16 horas, promete ser um jogão. Com base no último treino na Granja Comary, na quinta-feira, quando os titulares venceram os reservas por 1 a 0, o time que entra em campo é: Júlio César, Daniel Alves, Juan, Lúcio, Kléber, Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano, Kaká, Robinho e Luis Fabiano.

O confronto vai ser na casa do adversário, o famoso Estádio do Centenário, onde a seleção não vence há 33 anos. Desde 1976, o Brasil enfrentou o Uruguai sete vezes em Montevidéu: perdeu quatro e empatou três. Apesar de saber que o futebol não segue muito a risca probabilidades e estatísticas, os números servem para mostrar que a seleção tem pela frente um adversário difícil e, que se não apresentar um bom futebol, vai continuar mais algum tempo sem vencer por lá e sem convencer o País de que a seleção é o que há de melhor dentre os jogadores e técnicos brasileiros.

Além do tabu de mais de três décadas, outra preocupação é o de que a maioria dos jogadores estão vindo de um final de temporada européia e, a fim de evitar contulsões, não puderam treinar muito forte. O treinador do escrete ainda reclamou um pouco do curto tempo que teve com um grupo, mas garantiu que fez o melhor que pode. Será que ele ainda não acostumou com o fato de que treinar seleção é assim?

Sabendo da barra que vem por aí, Dunga afirmou também que a solução para sair de Montevidéu com os três pontos vai ser a seguinte: quando o time estiver com a bola, deve jogar, e quando não a tiver, marcar. O que não é nada extraordinário, mas sim muito óbvio. Jogar e marcar é o feijão com arroz, o que todo time deve fazer em todos os jogos.

Contudo, além do básico, acredito que para superar a força do adversário em casa, os jogadores vão ter que demonstrar muita força e vontade, tanto no ataque, para passar dos defensores, e também na defesa e no meio-campo, para segurar os fortes e velozes uruguaios. Além disso, é recomendável que o time jogue de forma objetiva, como o Kaká sabe fazer muito bem pelo meio de campo. Porém, se o placar permitir, Robinho pode arriscar umas firulas pra cima da seleção que foi a responsável pela tragédia de 1050, afinal, qual brasileiro que não gosta de ver um jogo bonito e alegre, ainda mais pra cima de um adversário histórico? Só precisarão tomar cuidado com as porradas, porque a fama dos de uruguaios violentos não é só fama.

8 comentários:

  1. Espero um bom futebol da seleção, Uruguai só tradição mesmo, porque a seleção deles é muito fraca.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Fala PP fala Camila acredito que o Brasil vai continuar com a estrategia de 4 pontos em 2 jogos, pelo menos já tem 3 desculpas caso não vença:
    1 - o gramado do Centenario
    2 - o tabu
    3 - Gilberto Silva

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. o melhor lá é o diego lugano, uelton. abs, pp

    ResponderExcluir
  4. Não sei porque mas algo me diz que esse tabu vai continuar ainda, acho que o Brasil perde hoje, mas to torcendo pelo contrario, abraço.
    Saudações do Gremista Fanático

    ResponderExcluir
  5. torcer eu também torço pelo brasil, junior. pena que torcer, neste caso, não ganha jogo. abs, pp

    ResponderExcluir
  6. Lugano não jogou, Pérsio! Estava suspenso. :(
    Bom, apesar da quebra do tabú e da goleada, achei que o Brasil não jogou o que pode. O primeiro gol foi um frango, o segundo de bola parada, o terceiro foi o único que saiu de uma jogada de verdade e o último foi de pênalti. Venceu, mas, infelizmente, ainda não convenceu.

    ResponderExcluir
  7. verdade, camilinha! quando me referi ao lugano, não quis dizer que ele jogou, mas que é o melhor jogador da seleção uruguaia na atual fase. beijos, pp

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário sobre os textos do Blog do Persio Presotto