A Frase

" O resultado fica para a história, o jogo bonito passa "

FELIPÃO
, Técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva, antes da grande final da Copa das Confederações, diante da Espanha, no Maracanã

quarta-feira, 26 de maio de 2010

1938: O 'Diamante Negro' artilheiro!



1938 - País sede:
França
Campeã: Itália
Placar da Final: Itália 4x2 Hungria

O elenco campeão: Olivieri; Foni e Rava; Serantoni, Andreolo e Locatelli; Biavatti, Meazza, Piola, Ferrari e Colaussi. Técnico: Vittorio Pozzo.

A Itália, de Giuseppe Meazza, conquistou, em 1934, o inédito Bicampeonato mundial, ao derrotar a seleção da Hungria por 4 a 2 em território francês.

E foi exatamente nesta Copa que brilhou a primeira estrela brasileira: Leônidas da Silva, o 'Diamante Negro' e inventor da bicicleta (lance no qual o jogador salta e, de costas pro gol, deita o corpo no ar, mandando a bola para trás).

Aliás, nesta edição, Leônidas realizou outro grande feito, durante os 6 a 5 contra a Polônia, pelas Oitavas-de-Final. A chuteira direita dele arrebentou com a partida em andamento e não havia uma reserva. Resultado: enquanto o calçado era reparado, o 'Diamante Negro' marcou o primeiro e único gol com o pé descalço registrado ao longo da história.

O atacante, que foi ídolo no São Paulo, foi também o artilheiro daquele mundial, com 8 gols.

Na França e com Leônidas, o Brasil terminou a Copa em 3º lugar.

A Seleção Brasileira só não foi à final naquela oportunidade por perder de 2 a 1 para a Itália.

Na decisão de 3º e 4º lugar, o time brasileiro venceu a Suécia por 4 a 2.
___________________________________________________
O Blog do Persio Presotto e o Le Poète en Fleur estão concorrendo ao "Prêmio Top Blog 2010", nas categorias esportes e variedades. Para votar, basta clicar no selo à direita da tela, nos topos dos respectivos blogs. Gratos pela preferência!

Um comentário:

  1. Pê!
    Um Diamante tricolor!
    Estou amando o histórico das copas.
    Bjão!

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário sobre os textos do Blog do Persio Presotto