A Frase

" O resultado fica para a história, o jogo bonito passa "

FELIPÃO
, Técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva, antes da grande final da Copa das Confederações, diante da Espanha, no Maracanã

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Odebrecht negocia terreno de Itaquera com a Portuguesa


M
ÔNICA FORMIGONI

Segundo informações de um executivo da construtora Odebrecht, diretores da empresa estiveram reunidos nesta quarta-feira, com cartolas da Portuguesa para negociar uma possível troca do terreno do clube com o de Itaquera, onde seria construído o estádio do Corinthians, popularmente conhecido por 'Fielzão'.

A empreiteira tem um grande interesse no terreno da Portuguesa, localizado na Marginal Tietê, local em que estaria prevista a construção de um condomínio de alto padrão.

Para que a Lusa troque de endereço, a construtora se propõe a investir em novas instalações para o clube, no terreno da Zona Leste, incluindo o estádio.

Entenda o caso
O Corinthians recebeu uma concessão, de 99 anos, do terreno em Itaquera para que fosse construído o ‘Fielzão’. O contrato do clube com a Prefeitura regia um prazo de 5 anos para que as obras fossem iniciadas.

O clube alvinegro não cumpriu o acordo e em 2001 foi aberta uma sindicância, mas, em 2002, o processo foi arquivado.

Em 2008, o juiz Rondolfo Ferraz de Campos, da 14ª Vara da Fazenda Pública, recebeu um pedido da Promotoria para que sentenciasse o caso e devolvesse o terreno à Prefeitura.

O caso ainda está sendo analisado pela Justiça, mas o promotor Freitas corre para que isso aconteça através de uma ação civil pública.

Segundo a Promotoria de Habitação e Urbanismo da capital paulista, a decisão sobre o destino do terreno de Itaquera ainda está sob análise da Justiça, que logo se pronunciará se o estádio será ou não construído no local.

O que ainda não ficou claro é o seguinte: como a Odebrecht está negociando o terreno de Itaquera se ele ainda pertence à Prefeitura de São Paulo?

No entanto, uma coisa é certa: se o Corinthians tiver seu próprio estádio, a Prefeitura terá de manter os altos custos mensais do Pacaembu.

Um comentário:

  1. Só é um jeito da galera pegar dinheiro, pior a custo zero (revendendo algo que já é da prefeitura)...

    Fique com Deus, menino Persio Presotto.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário sobre os textos do Blog do Persio Presotto