A Frase

" O resultado fica para a história, o jogo bonito passa "

FELIPÃO
, Técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva, antes da grande final da Copa das Confederações, diante da Espanha, no Maracanã

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Acabou a brincadeira!

Hoje à noite, no Pacaembu, o Corinthians enfrentará o Flamengo com a missão de vencer o rival por dois gols de diferença ou mais e seguir vivo na luta pelo título inédito da Taça Libertadores no ano de seu centenário.

De um lado estará Ronaldo, atacante com história no futebol mundial e que já soube o que é erguer uma taça de Copa do Mundo.

Do outro lado, quem estará em campo é Adriano, jogador igualmente importante, que conquistou seu melhor - e o pior - momento no velho continente.

Ninguém duvida da importância de ambos para as respectivas agremiações.

Mas, não há como negar, também, que os dois aparentam um desinteresse pra lá de preocupante, devido, entre outras coisas, ao deleixo com o preparo físico.

No Maracanã, debaixo de forte chuva, nem Ronaldo, nem Adriano, nem ninguém jogou bola.

O diferencial do clássico nacional em plena fase Oitavas-de-Final da Libertadores foi o lance do pênalti convertido por Adriano.

Nada mais aconteceu de tão relevante aquele dia.

Hoje, mesmo que chova, e forte, a tendência é a de que algo mais aconteça.

O Flamengo, Campeão Brasileiro, ainda não mostrou a que veio na competição sul-americana.

Quanto ao Corinthians, campeão da Copa do Brasil, deverá, no mínimo, se esforçar para honrar a condição de melhor equipe na fase de grupos e provar aos seus torcedores que fará de tudo para erguer a taça que ainda não tem em sua sala de troféus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário sobre os textos do Blog do Persio Presotto