A Frase

" O resultado fica para a história, o jogo bonito passa "

FELIPÃO
, Técnico da Seleção Brasileira, em entrevista coletiva, antes da grande final da Copa das Confederações, diante da Espanha, no Maracanã

sábado, 30 de abril de 2011

Muricy, Elano, Neymar e Ganso, eliminam o São Paulo


O São Paulo tentou, chegou a jogar melhor e até a ditar o rítimo do clássico desta tarde, frente ao Santos, no Morumbi.

Mas, não deu.

O Peixe, treinado por Muricy Ramalho - ovacionado, com justiça e merecimento, pela torcida Tricolor, durante o intervalo - contou com uma espinha dorsal de criatividade e eficiência formada por Neymar, Paulo Henrique Ganso e Elano.

E foi exatamente este trio (quarteto) que classificou o Santos para a final do Paulistinha, em que terá de enfrentar Corinthians ou Palmeiras, que jogam amanhã.

O primeiro gol santista contou com a participação dos três.

Neymar, aos 15 minutos do segundo tempo, tocou para Ganso, que cruzou para Elano vencer o bom Rogério Ceni.

No segundo, aos 27, Ganso lançou Neymar, que venceu a dupla de zaga sãopaulina, foi até a grande área e, sem ângulo, na frente de Rogério Ceni, parou, olhou pra trás e rolou macio para Ganso encher o pé e estufar a rede, sem um mínimo de dificuldade.

Enfim... venceu quem tinha de vencer!

Aquele que é o dono do melhor ataque da competição (42 gols), que tem um elenco acima da média e, com o perdão da comparação, conta com o melhor técnico, ainda que Juvenal Juvêncio não veja assim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário sobre os textos do Blog do Persio Presotto